Homenagens a Dominguinhos estão presentes no cotidiano de Garanhuns


Desde a quinta-feira (20), Dominguinhos recebe homenagens em forma de música em Garanhuns. Mas, durante o resto do ano, outros locais também fazem alusão à memória do músico que nasceu na cidade. Desde 2013 o local que era chamado Esplanada Cultural Guadalajara, passou a ser chamado de Praça Cultural Mestre Dominguinhos e ainda recebeu uma estátua do cantor e compositor. A estátua foi produzida pelo mestre artesão José Veríssimo e tem aproximadamente dois metros de altura.

Outro ponto é o muro do Hotel Tavares Correia, localizado na Avenida Rui Barbosa, que também ganhou uma grande homenagem este mês. O artista plástico garanhuense Rubens Costa foi o autor da homenagem com 100 metros de comprimento, que retrata imagens de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, balões, zabumba e sanfonas, com muitas cores. “Chama atenção de todos que passam por aqui, e desperta a curiosidade também daqueles que ainda não conhecem a história de Dominguinhos, filho da nossa terra”, comentou José Ferreira, 39 anos, comerciante.

E para manter o legado musical de José Domingos de Moraes, surgiu há três anos a Orquestra Sanfônica Mestre Dominguinhos, coordenada por Éder dos Santos. Ele conta que o grupo se chamava Sanfônica Garanhuns e após se apresentar para o cantor, foi feito o convite para batizar a orquestra, que passou a ser chamada Orquestra Sanfônica Mestre Dominguinhos. “Já tocamos no Festival de Inverno, no Viva Dominguinhos e em festas particulares. É com grande prazer que estamos mais uma vez nos apresentando aqui, homenageando nosso Mestre”, finalizou Éder, que esteve presente na programação do Palco Canta Dominguinhos, no Espaço Colunata.




por GABRIELA RAMOS/EDMÉA UBIRAJARA
Fotos: Gabriela Ramos/Secom
Share on Google Plus

About Ademilton Fernandes

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comentários:

Postar um comentário